Polícia instaura inquérito para apurar denúncia de maus-tratos contra cachorro, no Farol

Polícia instaura inquérito para apurar denúncia de maus-tratos contra cachorro, no Farol

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar uma denúncia de maus-tratos envolvendo um cão de pequeno porte, no Farol, na parte alta de Maceió. Imagens que circulam nas redes sociais, feitas por populares, teriam flagrado o suposto crime. 

De acordo com a PC-AL, a denúncia do suposto caso de maus-tratos chegou ao conhecimento da polícia através do vídeo e de um registro de Boletim de Ocorrência, feito de forma virtual.

Segundo a polícia, no boletim constava o relato dos maus-tratos a um cão de pequeno porte, da raça pinscher. Nas imagens obtidas pela polícia, um homem aparece colocando o animal, de forma brusca, na mala de veículo. 

Com base nessas informações preliminares, a Delegacia dos Crimes Ambientais e Proteção aos Animais, coordenada pelo delegado Robervaldo Davino, passou a investigar o caso e instaurou um procedimento, no qual foi possível identificar o condutor do veículo, e os demais envolvidos.

A Polícia Civil ainda informou que o animal deve receber uma visita de medicas veterinárias da SECDEF (Superintendência do Bem Estar Animal) para ser submetido a uma avaliação clínica, onde será observado os parâmetros vitais do animal, a fim de aferir se houve ou não maus-tratos. Os veterinários também devem verificar se os protocolos de bem estar animal estão sendo observados pelo tutor.

Envolvidos prestaram depoimentos - A Delegacia dos Crimes Ambientais e Proteção aos Animais informou que todos os envolvidos já foram ouvidos.

Em depoimento, o tutor do animal relatou que estava conduzido o veículo, com o animal dentro de uma casinha de transporte adequada, no banco trás do veículo. O tutor ainda contou que estava levando o animal para ser vacinado, quando o cão saiu da casinha, ficou solto no carro, defecou no veículo e trouxe risco na condução do automóvel.

O homem também disse que pegou o cão e o colocou no porta malas e que deixou o banco traseiro rebaixado para garantir a ventilação na mala para o animal poder respirar.