Mãe de menino assassinado em ataque a creche morre 8 meses após crime em SC

Mãe de menino assassinado em ataque a creche morre 8 meses após crime em SC
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A mãe de uma das quatro crianças mortas em um ataque a creche de Blumenau (SC), ocorrido em abril deste ano, morreu na noite desta quarta-feira (20) em decorrência de um câncer no peritônio.
A mulher estava internada no Hospital Santa Catarina, em Blumenau. A morte foi confirmada pela esposa dela e pelo local de trabalho da mulher nas redes sociais. O menino vítima do ataque, que tinha 4 anos, foi adotado pelo casal um ano e quatro meses antes de ele ser assassinado.
Companheira faz relato emocionante. "Hoje o céu ganha mais uma estrela. Meus dois anjos, eu sou eternamente grata pelo tempo que passamos juntos. Eu amo vocês", divulgou, com fotos do menino e da esposa.
Velório não foi realizado. A família optou por fazer uma cerimônia de despedida e cremação da mãe do menino, explicou a companheira, acrescentando que elas "passaram os últimos dias se despedindo". "Passei por um velório há poucos meses e é muita dor. Agradeço a todos pelas mensagens."
Descoberta da doença. Ainda em 2021, duas semanas após ser habilitada com a esposa para a adoção do menino, a mulher foi diagnosticada com câncer em estágio avançado no ovário. Em 2023, ela também descobriu um novo câncer em metástase no peritônio.
Empresa em que enfermeira trabalhava lamenta a morte. "Ela lutou corajosamente contra o câncer e sempre olhou de forma positiva para a vida. Era colaboradora da empresa desde 2013. Trabalhou nas unidades de Criciúma e Blumenau. Foi uma profissional dedicada e adorada por todos. Desejamos força e que o tempo conforte a família e amigos neste momento".
A reportagem não colocou o nome da criança, nem da mãe, para respeitar a privacidade da família.
RELEMBRE O CASO
Um homem de 25 anos invadiu a creche, matou quatro crianças com uma machadinha e feriu outras cinco. Após cometer o crime, no último dia 5 de abril, o agressor se apresentou à Polícia Militar e foi preso. O caso ocorreu em uma creche privada localizada no bairro Velha, em Blumenau, que abrigava 40 crianças no momento do ataque.
As crianças mortas tinham entre 4 e 7 anos. As vítimas foram dois meninos de 4 anos, um de 5 e uma menina de 7, segundo a Polícia Civil.
O autor do ataque não tinha ligações com a creche. Ele tinha passagens pela polícia por lesão corporal, dano e porte de drogas.
O homem foi indiciado por quatro homicídios quadruplamente qualificados e cinco tentativas de homicídio em abril. Nos assassinatos, os agravantes foram: motivo torpe, meio cruel, impossibilidade de defesa das vítimas e por serem menores de 18 anos.