Israel anuncia que resgatou militar feita refém pelo Hamas em Gaza

Israel anuncia que resgatou militar feita refém pelo Hamas em Gaza
As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) e a Autoridade de Valores Mobiliários de Israel (ISA) divulgaram uma declaração conjunta na tarde desta segunda-feira (30/10) anunciando o resgate de uma mulher, soldado israelense, feita refém pelo grupo islâmico Hamas.
Os órgãos disseram que a soldado Ori Megidish foi libertada durante as operações terrestres das IDF à noite. Ela havia sido feita refém em 7 de outubro, quando o Hamas invadiu Israel e matou 1,4 mil pessoas.
"A soldado passou por exames clínicos, está bem e se encontrou com sua família. As IDF e a ISA continuarão a fazer tudo o que for necessário para libertar os reféns", acrescentou o comunicado.
Já Mark Regev, conselheiro sênior do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netayahu, conversou com Lyse Doucet, correspondente internacional da BBC.
"A única coisa boa deste vídeo é que temos provas visuais de que estas mulheres estão vivas", diz ele, quando questionado sobre o vídeo de três reféns divulgado anteriormente pelo Hamas.
Regev afirmou que "não consegue imaginar a dor diária dos reféns."
"Não acreditamos que o Hamas vá libertar estes reféns porque de repente o Hamas se tornou um grupo de escoteiros ou uma organização humanitária... O Hamas é uma organização brutal, implacável, extrema e bárbara... Vimos o tipo de violência de que são capazes em primeira mão", disse.
Ele prosseguiu dizendo que o Hamas só libertará reféns "se estiverem sob pressão" e Israel acredita que a melhor maneira de fazer isso é aumentar a operação militar de combate ao grupo, ao mesmo tempo que exerce pressão diplomática internacional sobre os seus aliados.
Após o ataque do Hamas, Israel vem sistematicamente atacando a Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, por meio de bombardeios aéreos e terrestres. Até agora, ao menos 8 mil pessoas foram mortas nos ataques israelenses em Gaza.